Carregando...

Blog Neurotech

Compartilhamos nossas melhores idéias aqui.
Home / Blog / NEUROTECH É PIONEIRA NA ADOÇÃO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL APLICADA AO SETOR DE SEGUROS 

NEUROTECH É PIONEIRA NA ADOÇÃO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL APLICADA AO
SETOR DE SEGUROS

Por: Daniel Gusson | Head de Seguros da Neurotech
daniel
A Neurotech, pioneira na adoção de inteligência artificial (AI) aplicada ao setor de seguros, planeja ter crescimento superior a 100% em suas receitas nesta vertical de atuação. O crescimento ocorrerá pela oferta de novas soluções tecnológicas, especialmente para o segmento de automóveis, que têm sido testadas e aplicadas com sucesso por diversas seguradoras. A expectativa é de encerrar 2019 com mais de 40% de crescimento em sua receita global.

Além da solução Autoscore, que calcula o risco da ocorrência de roubo ou furto a que um veículo a ser segurado está exposto, problema que toma, em média, 30% da margem das seguradoras aqui no Brasil, a nova linha de produtos desenvolvidos passa a reduzir os riscos para todos os tipos de sinistros. “Os primeiros testes resultaram em uma redução de até dois pontos percentuais na sinistralidade na carteira de veículos de uma seguradora, um ganho médio de até R$ 40 milhões para seguradoras de grande porte, em menos de um ano”, explica Daniel Gusson, head de seguros da Neurotech.

A solução, que envolve a análise de mais de seis mil sinais para diagnosticar o risco de um sinistro (colisão e roubo ou furto) e sua severidade, permitirá um aprimoramento da política de preços das seguradoras e pode até ajudar na expansão do mercado. “O segmento automóvel está andando de lado. As seguradoras disputam entre si aproximadamente 30% dos veículos segurados, mas existe uma demanda reprimida que pode ser elegível a ter seguro”, destaca Gusson.

Para atender parte da demanda hoje deixada de lado, é preciso entender a jornada do consumidor e o perfil (personas) dos consumidores, o que gera benefícios para as duas pontas, pois grande parte dos proprietários de veículos deixa de adquirir apólices por questões culturais, de renda ou por conta do custo. Esta é outra solução que passa a fazer parte do portfólio da Neurotech. “Ao serem mais assertivas na precificação e, através da AI, identificarem pessoas que são elegíveis a fazer seguro, mas que não fazem por alguma destas questões, as seguradoras podem obter um incremento muito maior em suas carteiras, sem ampliação do risco. Até porque as políticas de desconto podem ser aprimoradas”.

Com a AI, o cruzamento de informações permite, em minutos, precificar o risco, com uma performance cinco vezes superior que o desempenho dos meios tradicionais. “A análise de risco resulta do uso de milhares de informações estruturadas ou não que estão à disposição das seguradoras”, afirma.

O Autoscore já foi adotado por quase metade das seguradoras brasileiras e, algumas, já passaram a testar as outras soluções que começaram a ser oferecidas. Atualmente oito das dez maiores seguradoras do país já adotam a plataforma tecnológica oferecida pela Neurotech.

COMPARTILHE